Infelizmente não sou poucas as pessoas que têm caído no golpe do SCORE. Sim, isso mesmo, vários estelionatários de dentro ou  fora dos presídios brasileiros estão ligando para diversos lares, em especial para os idosos, aposentados e servidores públicos oferecendo crédito rápido bastando o cidadão de bem "melhorar a pontuação do seu ocorre" junto à instituição financeira.

Vejam bem! o score é a pontuação que nós consumidores temos em relação a sua situação financeira junto aos bancos.

Ou seja, vai depender do que você ganha, do seu nome sem restrições, dos produtos adquiridos junto ao banco (previdência privada, título de capitalização, financiamento de veículo e de imóvel e principalmente dos empréstimos feitos e já pagos). Ou seja, de acordo com seu relacionamento, o banco lhe dá uma pontuação (score) para medir até que ponto poderá liberar mais créditos.

Porém, os bandidos estão aproveitando essa sistemática de pontuação do score para ligar e oferecer crédito rápido, mas para isso a pessoa, no caso a vítima tem que melhorar seu score para liberar o dinheiro ou para conseguir aumentar o valor do empréstimo.

Após seduzir "o cliente" com a quantia que será liberada eles vão convencendo as pessoas e quando as vítimas percebem já depositaram pequenos valores para contas de pessoas físicas. E não para por aí, eles continuam dando desculpas e solicitando mais depósitos para que o dinheiro seja liberado.

Há um "mercado" para esses criminosos. Pessoas de boa-fé estão caindo nesse golpe. Por outro lado, fica fácil de se livrar deles. Vamos lá:

Primeiro passo: nenhum banco liga e lhe oferece empréstimo para que você pague antes de receber. O máximo que pode ocorrer é: quando a gente quer renovar o empréstimo, adquirir um automóvel, seu gerente pede para você fazer um título de capitalização, quitar algum empréstimo que já esta próximo do fim. Ou seja, seu próprio banco, sua própria agência resolve isso pra você.

Segundo passo: ninguém deposita dinheiro em conta de gerente. toda transação é feita na sua própria conta ou em conta de pessoa jurídica de titularidade do próprio banco ou instituição financeira.

Terceiro passo: desligue o telefone e ligue para o telefone fixo daquela instituição. Peça o nome correto, o nome do gerente, o endereço e certifique-se de que não é um golpe.

Quarto passo: pesquise na internet, no google o nome da instituição financeira que ligou pra você e descubra se ela realmente existe.

Quinto passo: depois de tudo isso fale com alguém de confiança, conte a história, ligue pro seu gerente e se informe sem antes sair depositando dinheiro em nome de estranhos.

Fica a dica: Não compre score para conseguir empréstimo.