A dificuldade de manter o controle emocional durante uma negociação é frequente no dia a dia dos empresários, vendedores e comerciantes. Principalmente aos menos vividos na profissão. O pior de tudo é que clientes e profissionais mais experientes sabem disso e, por vezes, abusam de táticas questionáveis para conseguir vantagens em negociações e acordos!

A ética destas táticas, artimanhas e manobras é bem questionável e vivem numa zona intermediária e cinzenta da profissão, sendo que algumas vezes até extrapolam a classificação de apenas inaceitáveis. Logicamente que depende muito mais de valores pessoais do que de restrições legais previstas no código de ética. Contudo, o que não se pode negar, é que o seu uso é frequente!

Acesse aqui o conteúdo na integra