Saiba que a base de cálculo para fins de ITBI sobre imóvel arrematado em hasta pública é o valor nesta operação, afastando avaliação fiscal da municipalidade, não se aplicando o artigo 38 do CTN que diz o seguinte:

Art. 38. A base de cálculo do imposto é o valor venal dos bens ou direitos transmitidos.

In casu, trata-se de bem alienado judicialmente por meio de hasta pública, não uma simples operação de transmissão onerosa de direitos imobiliários, cuja sua base de cálculo deve-se ser o valor da arrematação. 

Neste sentido, E.STJ é a uníssona jurisprudência:

"É firme o entendimento do Superior Tribunal de Justiça no sentido de que   a   arrematação   corresponde  à  aquisição  do  bem  alienado judicialmente,  razão  pela qual a base de cálculo do ITBI é o valor alcançado na hasta pública." Incidência das Súmulas 83 e 568 do STJ. Agravo interno improvido. (AgInt no AREsp 881.107/SP, Rel. Ministro HUMBERTO MARTINS, SEGUNDA TURMA, julgado em 05/05/2016, DJe 12/05/2016).

Concluindo, diante de arbitrariedade por parte da Fazenda Municipal, socorra-se ao Poder Judiciário para desfazer essas e outras cobranças indevidas, por meio de mandado de segurança ou ação de obrigação de não fazer.