Caso prefira, você pode escutar o artigo clicando aqui

Sem dúvida, a maior parte das pessoas que começam algum empreendedorismo possuem dúvidas a respeito da marca como, por exemplo, se é necessário registrar e como funciona esse processo. Bom, possuir esses questionamentos é fundamental, afinal a marca é também um dos mais importantes patrimônios da empresa. 

Antes de mais nada é preciso entender que é por meio do registro que você consegue proteger sua marca legalmente. Essa proteção serve para coibir práticas como a de cópias e também da própria concorrência. Interessante, não é mesmo!? Assim, com o registro você garante o direito exclusivo em todo território nacional, mas também pode estender para mais de 137 países. 

Saiba que qualquer pessoa, seja física ou jurídica, que esteja exercendo atividade legalizada poderá solicitar o registro de uma marca pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Mas antes, é interessante que você faça uma pesquisa para descobrir se já existe alguma marca igual, porque o INPI prioriza aqueles que solicitam primeiro. 

Por mais que seja simples o requerimento e você possa fazer, é necessário tomar bastante cuidado, pois há diversos detalhes. Dentre esses, é necessário classificar sua marca, pagar algumas taxas e, em caso do pedido ser indeferido, você poderá contestar. 

Mesmo você possuindo uma empresa pequena, vale a pena registrar porque, como já mencionado, garante o uso exclusivo da marca. Um acontecimento recente que chamou atenção da mídia foi o da advogada que registrou a marca “fadinha” - apelido da skatista e campeã olímpica Rayssa - no INPI. 

Perceba, há interesse econômico e vantagens para quem possui a marca registrada. Imagine a confusão que seria você abrir um negócio e se deparar com outra marca igual ou com características semelhantes a sua. Seria horrível, não é mesmo!? Vale dizer que nesse caso, como provar que a sua ideia veio primeiro? É quase que impossível. 

Então, o ideal é que se você possui o interesse de registrar sua marca, busque um advogado especialista em propriedade intelectual e comece o processo de registro o quanto antes. 

Ficou com alguma dúvida ou precisa de ajuda jurídica especializada? No Dubbio você pode entrar em contato com a base de advogados(as) cadastrados na plataforma e enviar sua dúvida para advogados(as) de todo o Brasil. Se interessou? Basta clicar aqui.